adf04

Adolescentes

A adolescência deixou de ser vista como uma transição entre a infância e a fase adulta, pois se trata de uma fase repleta de alterações físicas, mentais e sociais. O adolescente começa a perceber-se enquanto arquiteto da sua vida, dando direções e promovendo mudanças, contudo a responsabilização e reflexão sobre seu comportamento e consequências ainda estão um pouco embasados. Por esta razão, os pais/responsáveis devem estar atentos quando as mudanças apresentadas pelo adolescente excedem à esperada. Os principais problemas enfrentados atualmente pelos adolescentes são: consumo de álcool e drogas, transtornos de ansiedade e pânico, transtorno alimentar, evasão escolar, gravidez indesejada e suicídio.  Além da busca por informação, os pais/responsáveis devem buscar ajuda psicológica, pois a terapia auxilia tanto o adolescente na compreensão e reflexão sobre sua vida, quanto aos pais/responsáveis com orientações acerca do convívio familiar e as mudanças que esta fase exige.

Requisitos

O atendimento a adolescentes, compreendendo adolescente de 12 anos a 17 anos e 11 meses, acontecerá com o preenchimento da ficha de autorização por parte dos pais ou responsáveis, sendo que os primeiros atendimentos podem acontecer com a presença dos genitores ou responsáveis a fim de fazer uma anamnese (relato/entrevista sobre a história de vida) mais precisa.

Frequência de orientação

  • 1 vez por semana.
  • Quinzenal.
adf05

Crianças

Diferente dos adultos que tem facilidade de expor angústias e dificuldades, as crianças se expressam de outras formas para demonstrar como certos problemas estão afetando-as. Geralmente os sinais acontecem por meio de mudanças de comportamento como medo excessivo, fazer xixi na cama, alteração no sono e na alimentação e/ou pelo aumento da agressividade e desobediência.

As dificuldades de aprendizagem também indicam que algo não vai bem no desenvolvimento emocional da criança.

É preciso estar atento para perceber quando esses e outros problemas, que para um adulto podem parecer pequenos, mas para uma criança parecem verdadeiros gigantes, começam a afetar a vida delas. Nesses casos a intervenção de um profissional habilitado faz toda diferença. O psicólogo faz uma ponte entre a criança e o problema para que ela se sinta fortalecida e assim seja capaz de enfrentar suas dificuldades e fraquezas.

Requisitos

O atendimento às crianças, (compreendendo criança de 0 ano a 11 anos e 11 meses), acontecerá primeiramente com o preenchimento da ficha por parte dos pais ou responsáveis e os primeiros atendimentos, sessões de 50 minutos, com os mesmos a fim de fazer a anamnese (relato/entrevista sobre a história de vida da criança). (OBS: Devido o tempo interno da Criança ser diferente do adolescente e adulto, consideramos que a partir da análise por parte do profissional de como a criança está lidando com o atendimento, terá ocasiões, principalmente, nos primeiros momentos de adaptação que o tempo poderá encerrar-se antes dos 50 minutos previstos para a sessão – entendendo essa sessão realizada para a criança).

Frequência de orientação

  • 1 vez por semana.
  • Quinzenal.
adf06

Casal

Todos os casais passam por dificuldades em algum período da sua vida a dois, mas o problema de comunicação é o mais comum e um dos principais fatores que levam ao divórcio. A psicoterapia de casal pode atuar de maneira preventiva, ajudando o casal a entrar em sintonia, entendendo as limitações de cada cônjuge, desenvolvendo-as, e potencializando as qualidades individuais, que certamente influenciam na saúde relacional do casal. O profissional também pode ajudar quando a relação já está desgastada e abalada, seja por uma traição, vícios, problemas na área sexual, doenças físicas e/ou psicológicas e até mesmo intervir em um ambiente de violência. A grande maioria só busca por ajuda quando a crise já está instalada e a separação é eminente. Geralmente os homens têm mais dificuldade em reconhecer que precisam de ajuda externa, entendendo a terapia apenas como um momento de conselhos e palpites, como é comum obter de amigos. A idéia do atendimento psicológico online de casal é ajudar as partes a se entenderem e aprenderem a escolher o melhor caminho para o casal, visando à saúde emocional de ambos dentro da relação. Quando os parceiros conseguem enxergar a si mesmos e ao outro, passando a se comunicar de maneira correta, isso resulta em maior qualidade de vida para o casal e consequentemente pra toda família.

Requisitos

O atendimento de casal tem foco nas interações e dificuldades específicas, podendo auxiliar o mesmo a se organizar e tomar decisões que modifiquem a dinâmica da relação trazendo mais qualidade de vida. A partir do preenchimento de ficha do casal, agendado dias e horários, as sessões para o casal serão de50 minutos sobre um tema específico.

Frequência de orientação

  • 1 vez por semana.
  • Quinzenal.
adf07

Família

Geralmente a família busca por ajuda quando um ou mais filhos passam a apresentar alguma dificuldade e/ou sintoma que “incomoda” todo o grupo familiar, como queda de rendimento na escola, uso de álcool e outras drogas, isolamento, agressividade e vícios em jogos e até mesmo em pornografia. É sempre bom optar pelo acompanhamento psicológico pra atuar de forma preventiva, visando aprender a lidar com situações adversas de forma menos tensa e com uma boa comunicação. No entanto, a grande maioria das famílias busca por apoio apenas quando os problemas já atingiram um quadro grave, que coloca em risco todo o grupo familiar, podendo ocorrer desde a desestruturação familiar até mesmo risco de vida para um ou vários membros, que é o que acontece em casos de tentativa de suicídio, em que todo o núcleo familiar é afetado de forma avassaladora.

Seguem algumas situações que podem te ajudar a avaliar se sua família precisa de acompanhamento psicológico:

– Os membros da família se entendem bem?

– Como o afeto é expressado?

– A família investe tempo em alguma atividade semanal conjunta (refeições, atividades esportivas, passeios)?

– Existe alguém constantemente doente na família?

– Alguém faz uso de bebidas, cigarro e demais drogas?

– Como está o desenvolvimento dos filhos na escola?

Responda as perguntas e faça uma reflexão sobre as respostas buscando traçar um panorama do relacionamento familiar, o resultado pode ser esclarecedor.

Requisitos

O atendimento familiar trata-se de um atendimento com os diversos membros da família de forma conjunta, buscando através de técnicas específicas compreender conflitos, distorções relacionais e outros problemas, a fim de melhorar a convivência familiar. Essa modalidade de atendimento possui tempo Maximo de 70 minutos por sessão. Afim de que as demandas apresentadas pelosmembros tenham um tempo adequado para intervenções necessárias.

Frequência de orientação

  • 1 vez por semana.
  • Quinzenal.